segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

PETROLINA 29/12/08

Projeto de irrigação em Petrolina (PE).

Depois de quatro anos PPPs ainda não saiu do papel


Agência Brasil

BRASÍLIA -  Ao completar quatro anos, a Lei 11.079, de 30 de dezembro de 2004, que criou as Parcerias Público-Privadas (PPPs) ainda não saiu do papel em âmbito federal. O primeiro empreendimento que deverá reunir recursos públicos e privados deverá ser um projeto de irrigação em Petrolina (PE). A obra, chamada de Projeto Pontal, foi aprovada pelo Tribunal de Contas da União no início de dezembro, mas ainda precisa de licenciamento ambiental. O edital para a licitação do empreendimento deverá sair só no ano que vem.

O Projeto Pontal começou a ser construído em 1996, com
orçamento público, mas não avançou por falta de recursos. Por meio da PPP, as obras civis de infra-estrutura de irrigação, que devem custar R$ 94 milhões, serão financiadas pelo investidor privado que integrar a parceria. O governo vai entrar com até R$ 208 milhões ao longo de 25 anos, que é o prazo do projeto.

Outros dois projetos na área de irrigação ainda estão em análise pelo governo: nos perímetros de Salitre e Baixio de Irecê, na Bahia.

Alguns dos projetos idealizados inicialmente pelo governo para integrar as PPPs foram deixados de lado, como a construção da Ferrovia Norte-Sul, que será feita por meio de concessão comum. As rodovias BR 116-324, na Bahia; BR 116-381 e BR-040, em Minas Gerais, também serão feitas por concessão.

Um comentário:

joão carlos disse...

Parabens prefeito pela vitoria, meu comentario è em relação ao discaso com o projeto pontal;vejo uma codevasf sem atitude,com o quadro de funcionarios acomodados muitos ja deveriam esta aposentados.veja a gestão como é confusa fizeram um concurso resente mas provavelmente não contrataram os APROVADOS,preferindo continuar com o quadro terceirizado,que no caso da assistencia tecnica e extenção rural não atende as demandas dos produtores.