terça-feira, 23 de setembro de 2008

COLUNAS NOS JORNAIS.

Últimas23/09/2008 | 16:48

Garibaldi pede demissão de parentes

Em ofício circular encaminhado no início da tarde desta terça (23) aos gabinetes dos senadores, o presidente do Senado, Garibaldi Alves Filho, pede o “cumprimento” da súmula vinculante nº 13, do Supremo Tribunal Federal, que proíbe o nepotismo nos Três Poderes. Ele lembra que, de acordo com a Constituição, a súmula “é de observância obrigatória para toda a Administração”, impondo-se também no Senado. Garibaldi deu prazo até o dia 10 de outubro para que os senadores informem à Presidência não ter parentes nas condições previstas na súmula.

 Imprimir23/09/2008 | 16:14

MRE: discussão sobre Conselho
de Segurança avançou na ONU

Orlando Brito
Foto
Amorim acha que o CS pode ser reformado
O ministro Celso Amorim (Relações Exteriores) disse acreditar que houve “um avanço importante nas Nações Unidas”, com a decisão da Assembléia Geral de negociar sobre o Conselho de Segurança. Para o chanceler, este é um tema que pode ter grandes avanços este ano, já que é a primeira vez em 15 anos que o assunto é discutido pela maioria dos países membros. Segundo o ministro, até o presidente Lula conversou sobre o assunto com o presidente da 63ª Assembléia, Miguel d'Escoto, no encontro que teve hoje na ONU.
Imprimir23/09/2008 | 15:37

Magessi: agentes da PF
ameaçam membros da CPI

Orlando Brito
Foto
Ela denunciou agentes da PF
A deputada federal Marina Magessi (PPS-RJ) disse hoje (23) que integrantes da CPI dos Grampos da Câmara estão sendo ameaçados “por grupos de agentes da Polícia Federal”. O objetivo, segundo ela, é desqualificar a investigação da comissão e evitar a regulamentação das escutas para que “não se investigue a relação corrupta entre delegados federais, procuradores e juízes de primeira instância”. Magessi contou que as ameaças “vem sempre em recadinhos; como ‘você está sendo investigado’, ‘vamos vazar o assunto para a imprensa’”. Magessi disse ainda que a acusação não “é contra a Polícia Federal como instituição, mas a agentes de má fé”.  A denúncia foi feita durante o seu depoimento à CPI das Milícias da Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro. A deputada foi convocada por ter sido citada por dois supostos milicianos como candidata que fazia campanha em áreas dominadas pelos grupos paramilitares.
Imprimir23/09/2008 | 15:13

Sarkozy pede expansão do G8

O presidente da França, Nicolas Sarkozy, afirmou hoje (23), em seu discurso durante a 63ª Assembléia Geral da ONU, em Nova York, que é hora de expandir o G8, grupo que reúne os sete países mais industrializados do mundo e a Rússia, para a inclusão de Brasil, China, Índia, África do Sul e México. O francês destacou que o mundo “está em transição” e os novos centros de poder já apontam para lideranças como a Ásia e a América Latina. Sarkozy aproveitou o momento para pedir a realização de uma reunião até o final de 2008, com toda a cúpula internacional, a fim de discutir soluções a crise financeira mundial. O presidente da França disse que tem esperança que se consiga “reconstruir um capitalismo regulamentado, em que os bancos financiem o desenvolvimento econômico, ao invés de apenas especularem”.
Imprimir23/09/2008 | 14:41

Sponholz

Foto

Enviar por e-mail
Imprimir
Fotografia é história
Grampearam até o Presidente
Foto
Impensável, mas aconteceu. Mesmo com o rigor e a vigilância do regime militar, o presidente João Figueiredo teve um aparelho de escuta colocado clandestinamente em seu gabinete de trabalho. Logo ele que sabia tudo sobre o assunto, já que antes de sentar-se na cadeira presidencial, fora chefe da Casa Militar da Presidência da República na época de Garrastazu Médici e do SNI – Serviço Nacional de Informações, órgão de inteligência do governo Ernesto Geisel. O general Figueiredo, porém, não foi o único presidente a ser espionado. Conta-se que Tancredo Neves e José Sarney também tiveram suas conversas intensamente gravadas por “arapongas”, apesar do cuidado que sempre tiveram ao falar ao telefone. Fernando Collor extinguiu o SNI e criou a SAE – Secretaria de Assuntos Estratégicos. Ainda assim, descobriu que além dele os agentes estavam xeretando os diálogos da ministra da Economia, Zélia Cardoso de Mello. Itamar Franco e Fernando Henrique Cardoso também não ficaram imunes às escutas ilegais. E agora, será que só o senador Demóstenes Torres e o ministro Gilmar Mendes são alvo de espionagem ou será mesmo quatrocentos mil o número de telefones monitorados?
Como foiAconselhado por assessores próximos, o presidente João Figueiredo resolveu mudar tudo em seu gabinete. Nem precisava, mas autorizou a mudança. Afinal, ele mesmo sempre reclamava que era antigo, mal distribuído, precisava de decoração alegre. Na nova versão, ficaria mais iluminado. Receberia a luz do sol do Planalto Central porque, ganhando vidros blindados, as cortinas poderiam enfim ficar abertas. Para que as obras corressem sem atropelos, o general resolveu despachar no Palácio da Alvorada. Por bom tempo dividiu o local de trabalho e a residência entre a Granja do Torto e o Alvorada. Um belo dia, o serviço de segurança da Presidência convocou a imprensa para uma entrevista coletiva. Algo muito estranho para a época, entrevista coletiva oferecida pela segurança do presidente. Quando chegamos, os jornalistas fomos encaminhados diretamente ao gabinete recém reformado. Para nossa surpresa, foi-nos apresentado pelo comandante Siqueira (da Marinha) um artefato – esse aí da foto – que a gente até então sabia que existia, mas jamais tinha visto. Antes de devolver as instalações para uso do presidente, fez-se uma minuciosa varredura eletrônica. Estava lá o “grampo”, escondido atrás do novo revestimento de madeira, bem perto da central telefônica do gabinete presidencial. Parecia uma peça empírica, montagem caseira, sem a sofisticação que todo mundo imaginava. O oficial, especializado em informações, explicou que o aparelho era composto de três baterias, uma antena e seis pequenos estojos que funcionavam como estações transmissoras de ondas de rádio. Nas extremidades da caixinha de madeira, o grampo propriamente dito. Ou seja, duas presilhas que tinham a função de conectar o sistema aos cabos do telefone. Não muito distante dali, muito provavelmente em uma das salas vizinhas, outro aparelho se encarregava de gravar o que era dito por Sua Excelência. Entretanto, o que mais nos chamou atenção, é que o próprio general Figueiredo não deu a menor importância ao fato. Desdenhou. Talvez por essa razão nunca se descobriu a identidade de quem tentou grampeá-lo. Sinistro... Orlando Brito.

 Imprimir23/09/2008 | 14:11

Para a Transparência Internacional,
o Brasil ficou ainda mais corrupto

A ONG Transparency International (TI, Transparência Internacional) divulgou o seu relatório anual informando que o Brasil aparece em 80º lugar no ranking de 180 países. No ano passado, o Brasil estava numa posição um pouco melho, o 72º lugar. O Brasil aparece com nota 3,5 em uma escala de 0 a 10, empatado com Burkina Faso, Marrocos, Arábia Saudita e Tailândia. Nos países pobres "a corrupção pode ser uma questão de vida ou morte, por exemplo, quando o dinheiro para os hospitais ou para água potável está em jogo", advertiu a presidente da ONG, Huguette Labelle, em entrevista à imprensa na capital alemã. O relatório coloca Iraque, Somália, Mianmar e ainda o Haiti entre os casos mais graves de corrupção no mundo.

 Imprimir23/09/2008 | 13:32

CPI recebe laudo de maletas da Abin

O ministro Nelson Jobim (Defesa) encaminhou hoje (23) à CPI das Escutas Telefônicas da Câmara a lista dos equipamentos comprados para a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) pelo Exército, e o laudo realizado por militares em maletas de varredura da agência. A perícia foi realizada para saber se os equipamentos da Abin são capazes de operar interceptações telefônicas. O ministro Jobim vem reiterando que as maletas são capazes de realizar grampos, enquanto o ministro Jorge Félix (Gabinete de Segurança Institucional) nega tal atividade. Na semana passada, a Polícia Federal encaminhou a comissão o resultado da perícia onde apresenta que as maletas compradas pela Abin , apesar de não realizarem grampos telefônicos, têm capacidade de fazer escutas ambientais. Os documentos do Exército foram encaminhados em um envelope confidencial e serão guardados em cofre até amanhã (24), quando o presidente da CPI, deputado Marcelo Itagiba (PMDB-RJ), analisará o teor dos papéis.

 Imprimir23/09/2008 | 13:07

Unasul retoma debate sobre a Bolívia

Orlando Brito
Foto
Presidente chilena, Michelle Bachelet
A presidente chilena, Michelle Bachelet, decidiu convocar uma nova reunião dos presidentes da União de Nações Sul-Americanas (Unasul), nesta quarta (24), em Nova York. Novamente a Unasul discutirá a crise na Bolívia. A decisão foi tomada após o presidente Evo Morales e os governadores da oposição chegarem a um impasse no último domingo (21), onde uma nova reunião teve que ser marcada para quinta (25). Segundo o jornal El Mercurio, Bachelet, que ocupa a Presidência rotativa da Unasul, teria programado um segundo encontro aproveitanto a Assembléia Geral das Nações Unidas, que acontece esta semana nos Estados Unidos. A nova reunião servirá para acompanhar o diálogo entre governo e oposição e não contará com a presença do presidente da Venezuela, Hugo Chávez, que não participa do evento da ONU em Nova York.
23/09/2008 | 12:39

ONU: Lula aborda crises enquanto
Bush se concentra no terrorismo

Os dois primeiros discursos que abriram a Assembléia-Geral das Nações Unidas, hoje em Nova York, tiveram dois focos completamente diferentes. Enquanto o presidente Lula, primeiro a discursar na ONU, abordou a crise econômica mundial, a crise dos alimentos e defendeu novas fontes de energia como o etanol e o biodiesel, coube ao presidente norte-americano, George W. Bush, se preocupar com o terrorismo. A crise financeira foi o primeiro tema de Lula, que pediu que as decisões e medidas estudadas para conte-la fossem discutidas “em espaços multilaterais” já que é um problema mundial e não “só da Europa e dos EUA”. O brasileiro falou por cerca de 15 minutos e ao final de seu discurso ‘cutucou’ o colega norte-americano e afirmou: “Muitos dos que pregam livre circulação de mercadorias impedem circulação de homens e mulheres. Com argumentos nacionalistas e até fascistas”. Logo em seguida o presidente Bush subiu à tribuna da Assembléia e começou a distribuir palavras de cuidado e medo, dizendo que a “ameaça ainda não acabou” e que “os terroristas acham que o tempo está do lado deles”. Apesar do tom mais ameno em seu último ano de gestão, Bush ainda atacou a Síria e o Irã, acusando as nações de “patrocinar o terrorismo”. O único pedido de Bush foi que a ONU reforce as sanções aplicadas à Coréia do Norte e ao Irã.

23/09/2008 | 12:11

Planalto resolve comprar 2.100 talheres

A Presidência da República reservou R$ 30 mil, esta semana, para gastar na compra de itens para cozinha. O dinheiro será gasto com 2.100 talheres, 10 chapas assadeiras, 47 bules para coador, 12 açucareiros, 10 leiteiras, 10 chaleiras, 10 manteigueiras, 10 garrafas térmicas, 12 galheteiros etc, segundo a ONG Contas Abertas, citando consulta ao Sistema Integrado de Administração Financeira (Siafi) do governo. Serão usados também R$ 37,7 mil na compra de 200 pratos, 2,8 mil pires e mais de 3 mil xícaras em porcelana

4 comentários:

Anônimo disse...

I found this site using [url=http://google.com]google.com[/url] And i want to thank you for your work. You have done really very good site. Great work, great site! Thank you!

Sorry for offtopic

Magno disse...

Who are you? Lives where? Meet Dr. Julio? You know me? knows all my blogs and sites? Sorry for the barrage of questions, is that I was very curious. Sincerely, and thanks for the comment.

Anônimo disse...

Who knows where to download XRumer 5.0 Palladium?
Help, please. All recommend this program to effectively advertise on the Internet, this is the best program!

Anônimo disse...

Helo ! Forex - Работа на дому на компьютере чашкой чая успешно получить деньги, достаточно зарегистрироваться forex [url=http://foxfox.ifxworld.com/]forex[/url]